domingo, 3 de julho de 2011

Corpo de Itamar Franco é velado em Juiz de Fora




O corpo do senador e ex-presidente Itamar Franco está sendo velado na Câmara Municipal de Juiz de Fora (MG). A multidão que o aguardava desde cedo aplaudiu a chegada do corpo, às 11h15 deste domingo (3). Por volta das 11h30, a Câmara foi fechada por cerca de 30 minutos para uma cerimônia restrita a parentes e amigos próximos. Depois o público que estava do lado de fora, em fila, pôde entrar para dar adeus ao político. Ele foi prefeito da cidade por dois mandatos, entre 1966 e 1974.

Às 12h15 chegaram à Câmara o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o presidente do Senado, José Sarney, o ex-presidente e senador Fernando Collor de Mello, o vice-presidente, Michel Temer, o ministro da Ciência e Tecnologia, Aloizio Mercadante, além dos senadores Pedro Simon, Lindeberg Farias, Romero Jucá, Agripino Maia e Renan Calheiros, entre outros políticos. Lula foi aplaudido e Collor, vaiado. Todos deixaram o local por volta das 12h50.

Está previsto para as 17h30 deste domingo um ato ecumênico restrito a familiares e amigos próximos. A assessoria de imprensa da Câmara Municipal diz que há possibilidade de o velório durar a madrugada toda.

Michel Temer falou a respeito de Itamar aos jornalistas. “O Itamar deixa um exemplo de dignidade e um exemplo de coerência ao longo da vida tanto no meio administrativo como político. Ele foi o presidente de um dos atos mais importantes do país. Controlou a inflação, teve a coragem de lançar o Plano Real e manter o Brasil nos trilhos de uma boa economia”, disse.

O governador de Minas Gerais, Antonio Anastasia, relembrou os meses de campanha eleitoral que fez ao lado de Itamar nas últimas eleições de 2010 para governador e senador, respectivamente. “Pude apreender com ele, com seus aconselhamentos de natureza ética, de probidade, de respeito e de sensibilidade social. Temos o dever de seguir o seu exemplo e de se inspirar em sua conduta. Ele foi um homem cuja autoridade moral cuja respeitabilidade estiveram ao longo destes anos todos a serviço de Minas Gerais e do Brasil.”

Henrique Hargreaves, ministro-chefe da Casa Civil de Itamar, também esteve no velório. “Ele é uma ausência que não preenche lacunas. Ele fez parte de um grupo pequeno que quando falta faz falta. Ele é um amigo. Minha relação com ele era muito maior que isso, mas ele foi um grande homem, principalmente por honrar a ética, honestidade e probidade”.

O presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia, lembrou que sempre que encontrava com Itamar pelos corredores do Congresso o ex-presidente comentava sobre os projetos que tinha para o Senado. “Ele deixa o legado do enorme político que amava o Brasil e seu povo e ao mesmo tempo tinha o sentimento de proteção e defesa de interesses do Brasil em todas as circunstâncias. Ele era um nacionalista nato.”

Trajeto até Juiz de Fora
O avião da Força Aérea Brasileira com o corpo de Itamar, que morreu no sábado (2), aos 81 anos, chegou à cidade às 10h25. A aeronave decolou do aeroporto de Congonhas, em São Paulo, às 9h15. No aeroporto da cidade mineira aguardavam a chegada do avião as filhas de Itamar, Fabiana e Georgiana, o senador Aécio Neves, o governador Antonio Anastasia e o prefeito de Juiz de Fora, Custódio Matos.

O caixão com o corpo do ex-presidente foi coberto com as bandeiras do Brasil e de Minas Gerais e colocado no caminhão do Corpo de Bombeiros por volta das 10h45. O veículo saiu do aeroporto às 10h50 para seguir em cortejo pelas principais ruas de Juiz de Fora.
Fonte:G1.com